Cálculos de tempo de movimentação, velocidade e ritmo

Qual é a diferença entre tempo de movimentação e tempo decorrido?

Tempo decorrido é a duração desde o momento em que você inicia a atividade no seu dispositivo ou celular até o momento em que a atividade é finalizada. Isso inclui paradas em semáforos, pausas para café, paradas no banheiro e para tirar fotos. Já o tempo de movimentação mede quanto tempo você esteve ativo. O Strava tentará calcular isso com base nas localizações de GPS da sua atividade, na distância e na velocidade. Vamos ignorar o cálculo do tempo se você usar o botão de pausa e respeitar o tempo de movimentação diretamente do dispositivo.

Quando o Strava mostra o tempo de movimentação e o tempo decorrido?

Mostramos ambos, tempo de movimentação e tempo decorrido, quando você visualiza os detalhes de qualquer atividade. Como o tempo de movimentação é a melhor medida de quanto tempo você está ativo, especialmente em esportes como corrida e ciclismo, o Strava geralmente prioriza o tempo de movimentação e o ritmo baseado no tempo de movimentação em lugares como o feed de atividades, telas de atividades, páginas, desafios, metas e estatísticas. Algumas exceções:

  • Se uma atividade de corrida for marcada como uma prova, usaremos o tempo decorrido (e velocidade/ritmo baseados no tempo decorrido), já que todas as paradas contam como parte do tempo de prova.
  • Certos esportes se adequam melhor à medição do tempo decorrido, incluindo atividades realizadas em ambientes internos como ioga e treinamento com peso, e algumas atividades realizadas em ambiente externo como esquiar e surfar (lembre-se que a velocidade para atividades de esqui ainda é baseada no tempo de movimentação).
  • Os tempos de segmentos e das melhores marcas sempre são baseados no tempo decorrido, já que estes recursos são similares às provas (quando o tempo de descanso faz parte do tempo total para completá-las do início ao fim).

Por que o tempo de movimentação da minha atividade é diferente do tempo do meu amigo?

O Strava depende dos dados de GPS para a gravação de atividades de ciclismo para determinar se você está se movendo ou não. Problemas na conexão de GPS podem levar a falsos positivos se os dados de GPS da sua atividade indicarem ao Strava que você está se movendo quando na verdade não está.

Problemas no GPS, como interferências, perda de sinal ou um rastreamento instável, podem resultar em sua atividade mostrando uma distância maior ou menor do que a realidade. Por exemplo, quando os dados de GPS são de baixa qualidade, eles podem indicar ao Strava que você percorreu uma distância maior do que seu amigo no mesmo período de tempo, resultando em cálculos diferentes de velocidade média.

Ao gravar atividades de corrida, o Strava usa o acelerômetro do seu dispositivo para detectar o movimento de corrida. Você pode controlar seu tempo de movimentação ao gravar uma corrida com o aplicativo para celular do Strava pausando manualmente o aplicativo sempre que quiser descansar. Se você escolher essa opção, mas for inconsistente, poderá ter um tempo de movimentação inflado.

Por que a velocidade média da minha atividade no Strava é diferente da velocidade do meu dispositivo GPS?

O Strava usa os dados de GPS gravados ao carregar pedaladas para calcular nossa interpretação do seu tempo de movimentação. Durante o processo de carregamento de atividades, tanto quando você usou o nosso aplicativo ou um dispositivo de terceiros para gravar a atividade, o Strava considera um limite de velocidade para determinar se você está em repouso ou não. O seu dispositivo ou plataforma pode usar um método diferente do Strava ao calcular suas estatísticas. Por exemplo, ao definir o tempo de repouso em relação ao tempo de movimentação durante uma atividade, surge a questão: o que configura um repouso? É quando você fica parado por 1, 3, 10 ou 20 segundos? E a que velocidade você deve estar para ser considerado em repouso? Um segundo pode capturar muitos momentos falsos de inatividade, enquanto 20 segundos podem ser muito rígidos. Não há um cálculo correto ou incorreto, mas acreditamos que adotamos padrões que a maioria dos atletas consideraria adequados.

Quando você carrega atividades de corrida no Strava, dependemos do "tempo do cronômetro" registrado, que é quando o aplicativo ou dispositivo foi "despausado" para determinar o tempo de movimentação. Contanto que seu dispositivo registre pausas de maneira padrão, o Strava reconhecerá quaisquer pausas registradas no arquivo, seja o dispositivo pausando automaticamente ou você pressionando manualmente o botão de pausa. É importante lembrar que, se você optar por pausar, deve fazê-lo de forma consistente. Se houver qualquer pausa no arquivo da sua atividade, nosso servidor não removerá nenhum tempo adicional de repouso. Se você não pausar, nosso servidor calculará o tempo de movimentação com base nos dados de GPS registrados. Novamente, mesmo que o tempo decorrido seja o mesmo, o Strava pode calcular o tempo de movimentação de forma distinta de outras plataformas.

Por que minha velocidade máxima é tão alta?

O Strava determina sua velocidade máxima buscando a maior velocidade registrada entre quaisquer duas coordenadas de GPS na sua atividade, o que pode resultar em um valor maior do que o esperado devido a possíveis erros do GPS. Por exemplo, se uma coordenada de GPS for registrada a uma distância de aproximadamente ±15 metros de onde você está, e a próxima coordenada for registrada de forma similar na direção oposta, o Strava pode interpretar que você está se movendo mais rapidamente do que realmente está, devido à imprecisão na distância entre as coordenadas. Além disso, o gráfico de análise suaviza os dados, não mostrando cada ponto, mas agrupando-os a cada três ou mais para criar um gráfico mais claro. Isso significa que a velocidade máxima observada no gráfico de análise geralmente não corresponderá exatamente à velocidade máxima reportada nas estatísticas da atividade.

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 23 de 102

Comentários

0 comentário

Artigo fechado para comentários.